;

Flor Copo de Leite e a Origem das espécies de Darwin

Flor Copo de Leite e a Origem das espécies de Darwin

Flor Copo de Leite e a Origem das espécies de Darwin

Flor Copo de Leite e a Origem das espécies de Darwin


Flor Copo de Leite e a Origem das espécies de Darwin

Flor Copo de Leite e a Origem das espécies de Darwin

Flor Copo de Leite e a Origem das espécies de Darwin

Olá meninas, 
a flor Copo de Leite em crochet é uma febre pela internet, tem diversas maneiras para serem feitas, eu fiz com linha mas há muitas com barbante,eu adorei o Pap do Blog Dai Flowers.

A Origem das Espécies (em inglês: On the Origin of Species), do naturalista britânico Charles Darwin, apresenta a Teoria da Evolução. O nome completo da primeira edição (1859) é On the Origin of Species by Means of Natural Selection, or the Preservation of Favoured Races in the Struggle for Life (Sobre a Origem das Espécies por Meio da Selecção Natural ou a Preservação de Raças Favorecidas na Luta pela Vida). Somente na sexta edição (1872), o título foi abreviado para The Origin of Species (A Origem das Espécies), como é popularmente conhecido.
Nesse livro, Darwin apresenta evidências abundantes da evolução das espécies, mostrando que a diversidade biológica é o resultado de um processo de descendência com modificação, onde os organismos vivos se adaptam gradualmente através da seleção natural e as espécies se ramificam sucessivamente a partir de formas ancestrais, como os galhos de uma grande árvore: a árvore da vida.




A primeira edição, publicada pela editora de John Murray em Londres no dia 24 de Novembro de 1859 com tiragem de 1250 exemplares, esgotou-se no mesmo dia, criando uma controvérsia que ultrapassou o âmbito acadêmico. Um exemplar da primeira edição atinge hoje mais de 50 mil dólares em leilão.
A proposta de Darwin que as espécies se originam por processos inteiramente naturais contradiz a crença religiosa na criação divina tal como é apresentada na Bíblia, no livro de Génesis. As discussões que o livro desencadeou se disseminaram rapidamente entre o público, criando o primeiro debate científico internacional da história.

Barrado Jardim de rosas e os Amigos são flores


Barrado Jardim de rosas  e os Amigos são flores

Barrado Jardim de rosas  e os Amigos são flores

Barrado Jardim de rosas  e os Amigos são flores


Barrado Jardim de rosas  e os Amigos são flores



Ganhei essa xícara para chá ou café acima da minha amiga Gika que conheci a cerca de 2 anos, fomos colegas de trabalho, mudei de trabalho, mas a amizade perdurou, o que me faz muito feliz, ela é um amor, uma pessoa muito autêntica, coisa rara hoje em dia.
E como os amigos são como flores que perfumam e embelezam nossa vida, coloquei o presente que me foi dado junto com um barrado que nomeei de Jardim de Rosas e disponibilizo o gráfico abaixo:
Barrado Jardim de rosas  e os Amigos são flores

Espero que gostem...


 Amigos são flores

Amigos são flores plantadas ao longo do nosso caminho para que saibamos encontrar primavera o ano todo.

E quando o outono chega cheio de beleza e melancolia, os amigos estão presentes nos trazendo alegria; e quando o inverno vem frio e escuro, trazendo saudades e noites longas, os amigos nos trazem calor e luz com o brilho da sua presença. 

E essas flores belas perfumam nossa existência e tomamos consciência de que não estamos sozinhos.

Se amigos são flores que duram um ano ou um dia não faz diferenca, porque o importante são as marcas que deixam nas nossas vidas. 

As horas compartilhadas, horas de carinho, amor e cuidado. Um amigo que se doa sem querer saber se vai ter um retorno, que se entrega pelo prazer de ver a felicidade do outro é uma flor rara que merece cuidados especiais, um ser grande e importante que nos da vontade de chorar só pelo fato de saber que ele existe.

É alguém que consegue chegar até nossa alma.. é um presente de Deus.

Se todo o mundo nos virar as costas e no meio desse mundo uma flor, nem que seja uma única flor assim nascer no nosso jardim, então toda a vida já terá valido a pena.

Letícia Thompson

Mais um coração em uma época necessitada

Mais um coração em uma época necessitada

Mais um coração em uma época necessitada

Esse coração em crochet é feito com invenção e lembrança de algumas receitas que existem por ai, mas há um gráfico encontrado no Blog da minha amiga Sônia Maria bem parecido com ele, este coração será um marcador de livro futuramente...


A sinopse abaixo do Livro a quem interessar possa...

Primo Levi (Turim, 1919-87) inscreveu seu nome entre os maiores escritores do século XX, a partir da experiência de prisioneiro e sobrevivente do campo de extermínio de Auschwitz. Sua prosa literária tem a força expressiva das narrativas em que a voz da testemunha alia-se ao trabalho da memória e da recriação da vida nos limites máximos da dor e da destruição.
A trégua narra a longa e incrível viagem de volta para casa depois da liberação de Auschwitz e do fim da guerra. Numa Europa semidestruída, o autor e vários companheiros de estrada viajam sem destino pelo Leste até a URSS, premidos entre as ruínas da maior de todas as guerras e o absurdo da burocracia dos vencedores.

Barrado Abacaxi\Pineapple e o menino dos fantoches de Varsóvia


Barrado Abacaxi\Pineapple e o menino dos fantoches da Varsóvia

Barrado Abacaxi\Pineapple e o menino dos fantoches da Varsóvia


Barrado Abacaxi\Pineapple e o menino dos fantoches da Varsóvia

Barrado Abacaxi\Pineapple e o menino dos fantoches da Varsóvia

Um barradinho Pineapple\ abacaxi sempre é muito especial, pois é um acabamento muito delicado e ao mesmo tempo elegante em qualquer peça. Usei linha fina Anne cor cru e agulha 2.00 mm.
Este livro - O menino dos fantoches de Varsóvia, eu comprei em uma livraria da minha cidade, a Cia dos Livros, motivada por uma ótima notícia que recebi neste dia.
Abaixo coloco o gráfico, o primeiro capítulo grátis do livro e a sinopse :

Leia aqui gratuitamente o primeiro capítulo do livro.

Sinopse:
Mesmo diante de uma vida extremamente difícil, há esperança. E às vezes essa esperança vem na forma de um garotinho, armado com uma trupe de marionetes – um príncipe, uma menina, um bobo da corte, um crocodilo...
O avô de Mika morreu no gueto de Varsóvia, e o menino herdou não apenas o seu grande casaco, mas também um tesouro cheio de segredos. Em um bolso meio escondido, ele encontra uma cabeça de papel machê, um retalho... o príncipe. E um teatro de marionetes seria uma maneira incrível de alegrar o primo que acabou de perder o pai, o menininho que está doente, os vizinhos que moram em um quartinho apertado.
Logo o gueto inteiro só fala do mestre das marionetes – até chegar o dia em que Mika é parado por um oficial alemão e empurrado para uma vida obscura.
Esta é uma história sobre sobrevivência. Uma jornada épica, que atravessa continentes e gerações, de Varsóvia à Sibéria, e duas vidas que se entrelaçam em meio ao caos da guerra. Porque mesmo em tempo de guerra existe esperança...

Triângulo Pink e a luz através da Janela

Triângulo Pink e a luz através da Janela

Triângulo Pink e a luz através da Janela

Triângulo Pink e a luz através da Janela

Como sabem eu adoro squares, hexágonos, triângulos e afins, neste usei linha Pink.
Podem ser feitas várias peças como Colchas, almofadas, roupas e etc.
Não esqueçam de ver a primeira imagem e lerem o pensamento de Beethoven é para refletir.

Para quem gosta de romances históricos como eu, em especial que se passam na época da segunda guerra mundial vai adorar esse livro, foi o melhor que já li desta escritora, ele é envolvente e o final é inesperado, se eu fosse dar uma nota, daria 9,0. Abaixo a sinopse:

Sinopse - A Luz Através da Janela - Conhecer seu passado é a chave para libertar seu futuro - Lucinda Riley

Título original: The light behind the window. 
A Segunda Guerra Mundial deixou muitos destroços e segredos familiares principalmente na família de Emilie, os De La Martinières. 
Quando sua mãe faleceu, deixando o legado do château da família para ela, a única herdeira, Emilie fica devastada e quer vender tudo para que possa voltar à sua rotina comum de veterinária. Entretanto, Sebastian Carruthers aparece em sua vida para ajudá-la a cuidar de toda a documentação e a consola nos momentos mais difíceis. Emilie se apaixona pela sua gentileza e decide se casar com ele. 
Assim, ela se muda para a casa do marido, Blackmoor Hall, em Yorkshire. Contudo, a vida que ela, ingenuamente, pensa estar começando bem, trará a ela muitas surpresas e revelações do presente e do passado de toda uma geração.